Resenha: Estilhaça-me (Tahereh Mafi)

    Bom gente, esse é o meu primeiro post no Trampoline e decidi fazê-lo sobre um livro que terminei recentemente. O título do livro é Estilhaça-me (Shatter Me) e foi escrito pela norte-americana Tahereh Mafi. A publicação no Brasil ficou responsável pela Editora Novo Conceito. Estilhaça-me é o primeiro volume da trilogia homônima, seguido por Liberta-me e Incendeia-me, além de dois contos: Destrua-me e Fragmenta-me.

 

      Decidi ler Estilhaça-me por influência da Alba que disse que “esse livro é minha vida mil corações cupcakes unicórnios”. Posso dizer que ela acertou em cheio na indicação. Como amo distopias nem pensei duas vezes antes de começar a leitura. <3

      Enfim, o livro fala de Juliette Ferrars que, há 264 dias, vive confinada em um quarto sem nenhum contato humano. O livro é narrado por ela e eu achei bem interessante o fato da autora ter colocado palavras, frases, até parágrafos inteiros riscados, mostrando a mudança de pensamento da personagem. Tem um capítulo que tem escrito Eu não sou louca várias e várias vezes. É bastante legal rs.
 
     Um dia, um visitante inesperado chega ao quarto, onde Juliette está trancada, e ele começa a agir como um idiota, tomando a cama e o cobertor dela. Depois descobrimos que seu nome é Adam e então, os dois passam a manter uma “amizade”, apesar do primeiro contato não ter sido lá essas coisas. 

     Acontece que o mundo não é mais do jeito que imaginamos. O céu é escuro por conta da poluição. As plantas morreram, os animais entraram em extinção, os pássaros não voam mais. A água é contaminada. Tudo é um verdadeiro caos. Quem governa esse mundo é O Restabelecimento, uma organização que controla tudo (mantimentos, segurança etc.), porém os líderes do Restabelecimento não cumprem as suas promessas e existem grupos rebeldes que se opõem ao governo, entrando em conflitos e sendo derrotados pelas armas e pela força das tropas da organização.

     O setor onde Juliette está aprisionada é comandado por Warner, um jovem bastante autoritário, ambicioso e calculista. Warner, ao que tudo aparenta, é o vilão da história. O outro papel de vilão fica por conta de Juliette, ou melhor, do toque de Juliette. Ela foi rejeitada por seus próprios pais, pois é responsável por algumas catástrofes. A explicação de toda a rejeição vem do fato de que ao tocar alguém, Juliette suga toda a energia vital e a pessoa acabando morrendo. Poréeeeem ~todo livro tem seu porém~ Warner deseja que Juliette seja sua aliada para que ela use seu poder contra os rebeldes. Depois veremos que o interesse dele não é somente esse. ~não vou dar spoilers, já disse~ 

     O livro todo tem Juliette falando dos sofrimentos que causou, como a morte de um garotinho que ela tentou ajudar, e ela se acha um monstro. A sua única forma de expressão está num caderno e numa caneta que ela mantém há bastante tempo. O livro é escrito como uma espécie de diário, com Juliette descrevendo seus dias no quarto fechado, com apenas uma pequena janela, em que ela observa o mundo lá fora e almeja ser livre.

     Estilhaça-me é escrito de uma forma bem dinâmica. A autora utilizou de muitas metáforas, nada que dificulte a compreensão da história, e de outros recursos como o de riscar alguns trechos (como eu já mencionei), fazer a repetição de palavras e frases, além de algumas faltas de pontuação que deixam a leitura bem mais eufórica. Depois de ler Estilhaça-me, vocês vão se apaixonar pela escrita da Tahereh Mafi e garanto que não se arrependerão. <3
   
     E para os fãs de adaptações cinematográficas provenientes de livros assim como eu, descobri que a Fox comprou os direitos, sendo Peter Chernin e Dylan Clark os produtores responsáveis, mas até agora nada sobre o elenco foi divulgado. Espero que façam um ótimo filme. Abaixo segue o vídeo do Booktrailer postado pela Editora Novo Conceito no seu canal oficial do Youtube.





 
 
 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.