Oscar Literário 2014

Oi, gente! 2014 está quase no fim e eu já li 123 livros, hahaha, mas espero ainda conseguir ler pelo menos uns 3 até o dia 31 u.u.



    Então, eu fui totalmente obrigada a fazer essa Tag pelo Rodrigo: a Tag Oscar Literário. Ela consiste em escolher, de acordo com categorias de Oscar, livros que você leu em 2014. Eu odeio escolher apenas um para cada categoria então fiz essa tag com o coração na mão e ainda coloquei algumas restrições como não usar livros que nesse ano eu apenas reli e tentei ao máximo não usar livros de série ou sagas que eu já vinha acompanhando antes de 2014. Vamos lá!

1. Melhor personagem coadjuvante masculino;




    Para essa categoria é óbvio que eu escolhi o Aaron Warner, da Trilogia Estilhaça-me (Tahereh Mafi). O Aaron é meu personagem favorito de todos, ele é ruim, é bom, é irônico, sádico, macabro, bonito, sofredor. Meu Deus, eu gosto tanto dele. Na foto, usei a capa do ebook de Destrua-me, que é um livro da série que é pequeno e só tem nessa versão. Ele é contado na visão do Aaron e eu já gostava dele no primeiro livro, depois desse eu me apaixonei.


Eu imagino muito o Aaron como o ator Hunter Parrish. Mas não queria que fizessem adaptação dessa série porque eu tenho muito ciúme. 

2. Melhor personagem coadjuvante feminino;



    Para essa categoria eu escolhi a Alasca, do Quem É Você, Alasca? (John Green). Apesar do título, ela não é a personagem principal, e eu amo a Alasca, gente. Ela é muito inteligente, e vê as coisas e lida com elas assim como eu. </3


Modelo de uma das capas do livro. Algumas pessoas imaginam a Kaya Scodelario como a Alasca, mas eu nunca consegui imaginar. Prefiro essa modelo da capa.
3. Melhor arte da capa;




    Para essa categoria eu escolhi a capa de Lírio Dourado, o segundo livro da série Bloodlines (Richelle Mead). Todos os livros dessa série têm as capas maravilhosas, mas a de Lírio Dourado é a minha preferida porquê é dourada cintilante *-*. Eu acho que a capa do próximo livro da série aqui no Brasil vai ser prata cintilante, já quero! As capas originais são muito feias, por isso agradeço muito à Editora Seguinte por ter deixado as capas brasileiras tão lindas *-*.


Capas originais (horríveis)
4. Melhor título;



    Eu geralmente não gosto de títulos kkk, escolhi O Fim de Todos Nós porque é bem apocalíptico e combina com a história.

5. O melhor mundo imaginário;




    Eu poderia ter usado várias séries que gosto de fantasia, mas quis usar um mundo que li pela primeira vez esse ano, que foi o de As Crônicas de Spiderwick (Holly Black). É um mundo de conto de fadas, com goblins, duendes, fadinhas, monstros, etc. Nem todos podem ver os seres fantásticos. Eu simplesmente amo fantasia, e quando ela é bem clássica assim eu fico apaixonada. Eu só li em ebook e nunca encontrei pra vender os livros físicos :(.


Uma das criaturas na adaptação cinematográfica dos livros.
6. Melhor protagonista masculino;



    Para essa categoria eu escolhi o Will Herondale, da trilogia As Peças Infernais (Cassandra Clare). Ele é a melhor pessoa. Amável, afasta as pessoas (</3), leitor, cavalheiro (amo/sou porque a história acontece em Londres no século século XIX), irônico, insuportável. Gosto demais do Will. </3 Na foto, usei o Anjo Mecânico, o primeiro livro da trilogia, e na capa é ele *-*.


Fanart maravilhoso do Will que encontrei por aí *-*
7. Melhor protagonista feminina;



    Essa categoria foi muito difícil pra mim e eu acabei tendo que usar uma personagem de uma série que li só o final nesse ano. A Tris, de Divergente (Veronica Roth). Ela é suicida, inteligente, forte, dedicada aos seus ideais. Eu gosto muito dela, e coloquei-a nessa categoria como uma homenagem pelo último livro da série, o Convergente.


Shailene Woodley como Tris em um poster oficial de Insurgente, a adaptação do segundo livro da trilogia.
8. Melhor final;



    Para não usar finais de série que apenas terminaram agora, eu usei o livro de uma série que veio ao Brasil esse ano e que li no lançamento: Silo (Hugh Howey). É uma distopia muito massa, com um final surpreendente, não vejo a hora de ler a continuação.

9. Melhor autor;




    Nessa categoria eu escolhi a Tahereh Mafi, autora de Estilhaça-me, que virou de primeira uma das minhas escritoras favoritas. A escrita dela é ótima, muito dinâmica e bem elaborada. O que eu mais gosto são as adaptações que ela usa, ela escreve na mesma intensidade como o personagem está pensando e sentindo, corta e risca palavras, pulas linhas, tira vírgulas. Eu acho que umas vinte páginas do meu caderno de quotes são só dela kkk. E: ela criou Aaron Warner, melhor motivo.


Meu capítulo preferido do meu livro preferido dela <3. (Liberta-me, 62)
10. Melhor livro.



    E, para fechar com chave de ouro, o melhor livro que li esse ano foi Garota Exemplar (Gillian Flynn). Eu já fiz resenha dele aqui no blog. É um livro sensacional e eu gosto tudo nele. A capa, o título, a história, o desfecho, a escrita, as personagens e até a adaptação para o cinema ficou perfeita. Gosto demais desse livro porquê foi a primeira vez que eu imaginei um final impossível e ele terminou do jeito que eu imaginei.


Cena da adaptação cinematográfica do livro.
    Enfim, essa foi a tag, espero que tenham gostado. Eu vou marcar pra fazer todos os blogueiros do grupo dos Blogueiros de Fortaleza! *-* Até mais :).




4 comentários:

  1. Awww que legal. Eu sou curiosa pra ler 'Quem é Você, Alasca?' porque eu só li ACEDE e não fui tão cativada, e queria saber se foi culpa da história ou do escritor. aahaha Adorei a tag <3
    O último livro eu quero muito ler. Eu me interessei por causa do filme, ele é de um dos diretores que gosto muito que é o David Fincher (cinéfila assumida), por isso o filme é, ó, sensacional.
    Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own vitória, leia sim Garota Exemplar! É tão bom quanto o filme.
      Quem é você Alasca é muito legal mas não parece com acede. Eu inclusive não consigo escolher qual dos dois gosto mais, porque eles são especiais de maneira diferente. Eu acho que tu ia gostar mais de quem é você alasca!
      Obrigada por comentar <3

      Excluir
  2. Adoro gente sincera, sério. "Capas originais de Bloodlines? Horríveis." Feinhas mesmo, hein, que bom que nossas editoras (a maioria) tem bom gosto.
    De tanto imaginarem a Alasca como a Kaia, sei que vou acabar usando ela também, ou a KStew. Porém, provavelmente vou demorar um pouco para ler, pois minha amiga sem querer, mesmo, me deu um spoiler e já sei o que acontece no final :( além de esse ser o livro do John Green que menos me atrai. E de tanto falarem bem de Garota Exemplar desanimei, vou esperar um tempinho também.
    Tahereh é diva, Tahereh é linda, Tahereh é amor, sem mais (demorei anos para entender a pronúncia/escrita do nome, haha) <3
    Beijos, adorei a tag!

    lucyintheskywithbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkk sinceridade sempre. Não imagino ela como a kstew tbm, apesar de ser uma das minhas atrizes favoritas, vou esperar o filme, a gente sempre acaba se impressionando mesmo *-*. Todo mundo sabe esse spoiler de Alaska, mas não muda o amor pela história do livro, que é maravilhosa <3. E leia Garota exemplar depois viu!?
      Tahereh melhor pessoa <3 amo/sou

      Excluir

Tecnologia do Blogger.