Por que eu não acredito em parasilia? CriticALBA #02 - Filme The Fundamentals of Caring (Amizades Improváveis PT BR)

Olá, pessoas.

Hoje trouxe para vocês o segundo post do quadro de crítica de filmes! Fiquei bem feliz porque a primeira crítica (para ver clique aqui) teve muito sucesso e várias pessoas me indicaram mais filmes pelo facebook. O filme de hoje é o The Fundamentals of Caring que é uma adaptação do livro "The revised fundamentals of caregiving: A novel" do escritor Jonathan Evison.



A história retrata Ben, personagem vivido por Paul Rudd (Ant-man, Civil War, Night at museum), um cara de meia idade aparentemente destruído emocionalmente que decide buscar novos ares para sua vida e até o início do filme, sabemos que a forma dele fazer isso é através do serviço de homecare, que se assemelha aos cuidadores aqui no Brasil.

É claro que conforme a trama se desenvolve descobrimos o por quê, mas a produção é tão bem feita que mesmo um tema não tão atraente faz com que fiquemos ligados o tempo inteiro no filme.

Logo na primeira entrevista do novo emprego do Ben, ele vai parar em uma família de mãe solteira e um filho tetraplégico, que como diz o título, não acredita em paralisia. Isso por que o Trevor, personagem do conhecido ator da cena independente Craig Roberts (Submarine, Neighbors) é o cara mais zueiro do filme, muitas das vezes ignorando suas limitações através de piadas de humor negro.

Contudo, apesar disso, Trevor guarda muitas mágoas do passado, principalmente pelo motivo no qual sua mãe é solteira. Seu pai o deixou assim que descobriu sua doença.

Isso acarretou em uma série de consequências negativas durante sua vida, dentre elas, a superproteção de sua mãe, as auto-análises de si mesmo, uma quase síndrome do pânico que faz com que Trevor não queira quase sair e a principal que é a arrogância extrema do personagem.

Conforme o tempo passa, Ben percebe que fica cada vez mais difícil conviver com as más condutas de Trevor, e decide investigar as razões por trás dessa revolta.

Assim que o personagem do Paul Rudd faz as descobertas, a trama se desenvolve em uma viagem, no qual faz com que Trevor viva novas experiências e consiga obter algumas respostas.



O filme é bom, as contextualizações são boas e feitas com um excelente timing, o roteiro não é tão complexo, mas não deixa a desejar sabendo utilizar os formatos necessários para trazer o telespectador para as emoções passadas.

O longa tem uma pegada bem emocional e auto-crítica que vale a pena a reflexão ao final, porém, se trata de um filme politicamente incorreto, ou seja lá o que isso significa hoje em dia.

Tem uma pegada indie e é justamente isso que te traz até o filme, que é altamente recomendável e se estivesse em cartaz no cinema valeria seu ingresso, no IMDB sua nota está em 7,4, mas facilmente eu daria 8,0 entre 10.



Vamos as considerações técnicas do filme, começando pelo roteiro

1 - Roteiro

O roteiro é bom, baseado na adaptação que foi feita do livro, boas piadas, diálogos que adotam certa complexidade e coloquialidade com a pitada de humor negro muito bem feita.

2 - Direção

Bem dirigido, é a primeira produção do diretor Rob Burnett  que também roteirizou, soube usar bem as câmeras, fotografia, tudo bem básico para ambientar o cenário independente e do cotidiado.

3 - Atuação e elenco

O destaque do filme é o Craig Roberts, convence fácil das características do personagem e demonstra bastante emoção ao ser passada, faz uma boa dupla de atuação com o Paul Rudd que também faz seu papel no filme, contudo não diria que sai da mesmice das suas atuações passadas, apesar de ser carismático é notório que o ator tem suas limitações, o mesmo elevado a 100% vale para a Selena Gomez que eu nem citei anteriormente para não estragar a resenha.

Posso até gostar da Selena como cantora, e gostava dela na Disney, claro, mas ela podia ficar só lá como atriz :( e infelizmente a escolha dela para o elenco foi totalmente equivocada, tendo a personagem dela talvez sido melhor representada pela Emma Stone ou a Kat Dennings.

Assista ao thrailer:




Espero que tenham gostado e continuem me indicando filmes, por favor :).




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.