5/Livro/custom

Precisamos falar sobre Harry Potter

junho 26, 2017


Eu nem planejava fazer esse post, ou qualquer outro até ficar de férias da faculdade mas hoje faz 20 anos que Harry Potter e a Pedra Filosofal foi lançado e eu vi tantos vídeos e depoimentos que aquela chama de fã se acendeu e aqui estou eu ♥.

As vezes acho que sou meio suspeita pra falar de Harry Potter porque é uma coisa que eu amo demais, mas aí eu percebo que eu tenho que ser a primeira a falar, porque se eu amo demais é porque alguma coisa tem aí! Eu já faço parte da segunda geração de Harry Potter, não vi os primeiros filmes no cinema porque era muito nova e a primeira vez que vi foi no SBT, sabe aquele amor a primeira vista? Ele existe, eu cresci amando muito essa estória e quando eu digo que ela faz parte do meu caráter eu não digo brincando. Toda a metáfora social que há por trás da estória me incentivou a crescer sem preconceitos, com amor, respeitando as pessoas, cuidando dos meus amigos, valorizando minha família, me dando conforto nas perdas e tantas outras coisas.

Li uma vez em algum lugar que se não for pra literatura ser transformadora ela não tem razão de ser, e para 1 pessoa que vejo inferiorizando Harry Potter como besteira, vejo 1000 depoimentos de crianças, jovens, adultos e até velhos que tiveram alguma marca em sua vida por conta dessa "mera estorinha de criança". Crianças à beira da morte nos hospitais que tiveram mais razão pra viver e agradeceram a J.K., pessoas que perderam algum ente querido e tiveram ajuda nas páginas dessa estória, e essas coisas são tão reais que eu estou chorando nesse momento escrevendo isso. Tantos tccs, monografias e artigos escritos usando Harry Potter como base.

Um dos meus desejos para o mundo é que todas as crianças tenham a oportunidade de ler Harry Potter em algum momento da sua vida. É uma estória transformadora. Não é só um livro infantil, um livro de bruxaria (como algumas pessoas da igreja criticam), ou um livro para entretenimento, é uma estória transformadora, sobre amor, cuidado, amizade, preconceito e todas as coisas que o mundo precisa ouvir. 

Obrigada J.K. Rowling, por um dia escrever isso tudo ♥.




A Filha Perdida - Elena Ferrante

abril 30, 2017
Esses últimos dias eu estou numa vive meio de livros mais adultos, não sei o que está acontecendo, mas estou amando!


Há bastante tempo escuto falar muito bem da Elena Ferrante (pseudônimo, porque a queridona é anônima), autora de alguns romances contemporâneos que estão dando o que falar. Resolvi dar uma chance, finalmente, e comecei lendo um dos seus primeiros livros: A Filha Perdida, e estou completamente surpreendida!

A história não é uma coisa que pareça marcante à princípio, basicamente ela gira em torno de uma mulher chamada Elena (hahaha) que resolve tirar férias depois de as duas filhas irem morar com o pai em outro país. Nessas férias, ela começa a observar uma família e daí começamos a conhecer a personagem, porque ela começa a ter insights e pensamentos profundos observando-os, lembrando de sua infância e de suas filhas.

Nada demais, né? Todos fomos enganados por essa sinopse porque esse foi um dos melhores livros que já li.

Com o desenrolar da história percebemos que Elena vivia a vida de suas filhas e qualquer coisa faz lembrar as duas. Seu envolvimento com a família que ela tanto observa a faz ter pensamentos e mais pensamentos sobre como era a sua infância, sua mãe que tanto odiava, seu casamento que não deu certo, suas filhas por quem ela é obcecada. E todo essa relação entre passado e presente é escrita de uma forma maravilhosa, quando você vê já está quase acabando o livro. 

Elena é uma personagem de muita personalidade, muito bem criada, com pensamentos fortes e as vezes doentis, e em qualquer momento conseguimos nos identificar com ela. É como se por dentro, ela fosse um lado ruim nosso que nunca queremos revelar. 

O final do livro não é exatamente um final, visto que não acontece nenhuma grande trama, é um livro que lemos e conseguimos pensar e refletir e não um livro que mereça continuação.

Gostei demais mesmo e já estou muito ansiosa para ler os outros sucessos da autora! Espero que vocês gostem e se quiserem comprar é só clicar aqui.



LEIA MULHERES!!!!

março 08, 2017


Estou muito feliz porque hoje é um dos meus dias preferidos do ano, o dia da mulher <3, e se tem uma coisa que eu amo nessa vida é ser mulher e nos enaltecer.

Fiz esse post especial para falar de cinco autoras que marcaram minha vida e que indico para todas as pessoas lerem! 

Ps: Não está em nenhuma ordem específica.



J. K. Rowling

Para começar sambando, coloco em um altar minha rainha J. K. Rowling. J. K. conseguiu marcar minha infância e minha vida e a de milhares de pessoas do mundo que foram e são todo dia tocadas pela história de Harry Potter. 

Harry Potter é uma história de quebra de paradigmas, de padrões sociais, de gênero e faz um grande apelo contra o preconceito e a injustiça. Sem falar que tem uma das melhores personagens mulheres que existem (inclusive, todas as mulheres da história têm a mesma força de participação que os homens, com personalidades incríveis), nossa amada Hermione, que ao contrário de todos os estereótipos (principalmente para a época em que a história se passa) mostra ser extremamente destemida e a personagem mais inteligente de todos.

E algumas pessoas não sabem, mas a J. K. teve uma infância difícil e depois que cresceu chegou até a passar necessidades (existem até rumores de que sofria violência doméstica do ex-marido). Com o sucesso de seus livros, ela não esqueceu de onde veio e se você fizer uma breve pesquisa verá que ela participa de listas e mais listas de projetos filantrópicos voltados a várias causas. E pra terminar, sabemos bem que ela é uma opinadora ativa sobre política e sobre os direitos das mulheres, sem se importar de jeito nenhum com a opinião de ninguém!


Confira os livros da autora clicando aqui



Socorro Acioli

Eu não podia falar de autoras que marcaram minha vida e não falar da melhor cearense de todas que é a Socorro Acioli, né?

A Socorro escreve com a alma, conhecendo ela de perto eu percebo a cada novo livro ou coluna que leio dela o quanto ela se joga nas palavras. Com vários livros infantis e uma série infanto-juvenil que tanto amo, ela ganhou meu coração nas primeiras páginas, vocês precisam ler a Bailarina Fantasma, é um amor demais (tem resenha aqui). Sem falar que a querida já ganhou o Jabuti (prêmio mais importante de literatura brasileiro) pelo livro poético Ela Tem Olhos de Céu, que é um tiro no meu coração de tão perfeito. E vocês acham que acabou? Não, né! O seu sucesso "A Cabeça do Santo" está ganhando o mundo, já foi traduzido para três países e está concorrendo ao LA Times Book Prizes!!!!! É muito orgulho <3.


Confira os livros da autora clicando aqui



Anne Frank

Essa menina infelizmente nem chegou a virar mulher mas é uma das minhas maiores inspirações.

Anne Frank escreveu um diário durante a época em que esteve escondida dos nazistas, por ser judia. A garota morava com a família em um lugar que era praticamente um sótão e a qualquer momento corria o risco de ser descoberta e mesmo assim ela não perdia o amor. Ela registrou todos os seus sentimentos e podemos lê-lo no maravilhoso Diário de Anne Frank, um dos melhores livros do mundo, que deveria ser lido por todas as pessoas, pois Anne tinha uma vida que nem poderia ser considerada vida e provavelmente tinha mais esperanças do que qualquer pessoa que já existiu.


Clique aqui para conhecer a obra



Chimamanda Ngozi Adichie

Uma das mulheres mais maravilhosas que habitam o planeta Terra é a queridíssima Chimamanda. Ela é nigeriana e escreve sobre o real feminismo, sobre raça e sobre a África de forma muito linda e por meio de romances <3.

Inclusive ela tem um discurso tão lindo que foi transformado em um livrinho que deveria ser leitura obrigatória para o mundo, o Sejamos Todos Feministas.

Não preciso mais falar nada, né? A bicha arrasa demais.


Confira aqui os livros da autora



Gillian Flynn

Em toda a minha vida eu sempre odiei ser taxada como frágil, indefesa, boazinha, obediente e qualquer outra merda dessa que não tem nada a ver com o fato de eu ser mulher. Para fechar com chave de ouro apresento a vocês a Gillian Flynn que me inspira a cada livro seu mostrando que de frágeis nós não temos nada. Com uma série de personagens mulheres fortes, inteligentíssimas e destruidoras, Gillian declara que está em defesa das vilãs.
Vou quotar a própria autora em uma entrevista para vocês começarem a ler seus livros agora:

"Já me cansei das heroínas determinadas, das corajosas vítimas de estupro e das fashionistas á procura de autoconhecimento que aparecem em tantos livros. Lamento, especialmente a falta de vilãs femininas; boas e potentes vilãs femininas. [...] As mulheres passaram tantos anos lutando por direitos que não sobrou espaço para reconhecer nosso lado obscuro. Lados obscuros são importantes. Eles devem ser cultivados como repugnantes orquídeas negras. Por isso 'Objetos Cortantes' (tem resenha aqui) é meu pequeno e assustador buquê".

Elogiada por autores de terror e fantasia renomados como Stephen King e George R.R. Martin, Gillian está aí para mostrar que as mulheres têm poder, e muito.


Confira os livros da autora


Se eu fosse falar de todas as autoras que admiro como mulher e pela sua escrita esse post seria infinito, mas escolhi com todo o meu coração e eu realmente acho que já estamos muito avançados para em 2017 ainda existir gente que fala "ai, não leio livro de mulher - ai, não leio livro em que a personagem principal é mulher - bla bla bla". Somos todos iguais e todos podemos escrever coisas incríveis independente de ter ou não um par de peitos!

Espero que tenham gostado e feliz dia da mulher para todas nos <3.







Nimona - Noelle Stevenson

março 04, 2017
Parem o que estiverem lendo e vão ler agora esse amorzinho que é a Graphic Novel Nimona, trazida ao Brasil pela Editora Intrínseca <3.



A história em quadrinhos é uma fantasia que acontece em um futuro com ar medieval. No reino em que acontecem os eventos existe uma Instituição que escolhe os heróis e os vilões. No momento o herói é Ouropélvis e seu arqui-inimigo (por conta de uma traição do passado) é Ballister Coração Negro, procurado em todo o reino.

Ballister vive em sua fortaleza maligna planejando vinganças em seu laboratório de ciências. Certo dia uma garotinha surge do nada e se apresenta como sua nova comparsa do mal e ele só aceita porque ela é uma metamorfa e pode se transformar em qualquer animal, humano ou ser vivo que quiser, ela é nossa queridíssima Nimona.



Logo de cara Ballister percebe que Nimona é muito destruidora e violenta, ela é apenas uma criança, mas é muito assassina e totalmente sanguinária, ao contrário de Ballister, que aos poucos vamos descobrindo que de vilão ele não tem praticamente nada, só o título. Ao mesmo tempo que tenta ajudá-la a seguir as "regras dos vilões", eles acabam descobrindo uma corrupção na Instituição, que está com um plano para evenenar a população. O objetivo deles começa a ser o de alertar a população para isso, mas quem vai acreditar nos vilões em vez de na Instituição que sempre os ajudou?



No decorrer dos acontecimentos, Ballister começa a perceber que talvez Nimona não seja o que parece e tenta descobrir qual a sua natureza real e que segredo tão sombrio seu passado esconde.



É uma história sensacional que me surpreendeu totalmente porque mistura tecnologia, com época medieval, com fantasias, lendas, magia, política e ainda tem um ar distópico. Ele começa fofo e começa a ficar mais intenso e tem um momento que a gente nem percebe e está chorando. Sem falar que visualmente ele é muito bem feito, com uma folha grossa maravilhosa e cheirosa e com um desenho muito lindo, posso dizer que virei fã do trabalho da autora (que descobri que já desenhou quadrinhos da Marvel e já fez desenhos pra Disney). 



É uma leitura que indico demais, provavelmente uma das minhas graphic novels preferidas. Espero que gostem e se quiserem comprar é só clicar aqui

Beijinhos!




O Adulto - Gillian Flynn

fevereiro 18, 2017
Hey, people, fiquei meio sumida esses dias, né? Estou com pouquíssimo tempo! Mas claro que nunca desisto do Trampoline, porque uma das coisas que mais amo é compartilhar amor com vocês <3.

Então, hoje estou aqui para, mais uma vez, colocar a rainha do thriller em um pedestal, porque ela merece. Gillian Flynn é uma das minhas autoras preferidas e já escrevi aqui a resenha de outros dois livros dessa maravilhosa, o Objetos Cortantes (clique aqui para ler a resenha) e o Garota Exemplar (clique aqui para ler a resenha). Dessa vez, Gillian nos surpreende com um pequeno conto de suspense chamado O Adulto, e detalhe, ela escreveu esse conto pro George R. R. Martin, porque ele pediu, PODEROSÍSSIMA.


O Adulto conta a história de uma jovem que trabalhava com serviços sexuais, na casa de uma vidente. Após perceberem que ela é muito perspicaz, observadora, inteligente e persuasiva, ela é promovida e passa a ser vidente também. Na verdade, o lugar é uma casa de charlatãs, então ela não é realmente uma vidente, o seu trabalho é observar e manipular o cliente para que pensem que ela é.

Em uma das ocasiões ela atende uma mulher que está passando por uma situação assombrosa, envolvendo uma criança assassina e uma casa de fantasmas, mas como não acredita nisso ela resolve ajudá-la então se aprofunda no caso e percebe que não tem mais como voltar atrás pois coisas muito estranhas começam a realmente acontecer e o que era apenas uma brincadeira que ela usava para ganhar dinheiro foge do seu controle. 

A história é super bem escrita, com mulheres de personalidades fortíssimas (do jeitinho que só a Gillian sabe criar) e também temos uma dúvida no meio do caminho sobre quem é realmente o vilão na história. E o melhor de tudo em um suspense: o final fica em aberto, hahaha.



É um livro curto mas que deixa a gente tremendo, muito bem feito e com detalhes muito bem encaixados. Para quem gosta do gênero, pode ter certeza de que é uma leitura fundamental. <3




Tecnologia do Blogger.